logotipo
Primeira base bioestável elaborada com 5% de Kempure CST, o cysteamine conceito no mercado mundial com 99% de pureza, grau farmacêutico e de melhor odor do mercado.

O QUE É?

O PURECYS® é uma emulsão bioestável contendo o primeiro cloridrato de cysteamine do mercado desodorizado, descontaminado e com 99% de pureza, o Kempure CST. Quando se tornou possível aplicar o cloridrato de cysteamine em pele humana, o grande desafio dos pesquisadores que desenvolveram e patentearam o Kempure CST foi retirar os metais pesados e outras moléculas que contaminam o produto durante sua síntese química, bem como reduzir o odor sulfuroso da molécula mercaptana. O odor do cysteamine, especialmente os com alto índices de impurezas, pode ser muito desagradável, dificultando a adesão ao tratamento. Por isso optamos por utilizar o Kempure CST. Sua descontaminação e desodorização prévia possibilita o uso seguro e agradável desta molécula para máxima eficácia do clareamento do melasma.

PRINCIPAIS VANTAGENS DE USO:

Veículo minunciosamente desenvolvido para máximas estabilidade e potência despigmentante do Cysteamine HCl. Molécula de alta pureza, grau farmacêutico, alta segurança, máxima eficácia despigmentante e melhor odor do mercado.

CONCENTRAÇÃO DE USO:

Qsp 100

pH FINAL DO PRODUTO:

3,5 – 4,5

INCOMPATIBILIDADES:

  • Aminoácidos e derivados
  • Aminometilpropanol (AMP)
  • Óxidos metálicos

Observação: Qualquer associação não recomendada nesta literatura deverá ter sua compatibilidade previamente avaliada para a preservação da estabilidade da base.

MELASMA

O melasma é a mais comum das desordens de pigmentação e tem uma prevalência de até 50% da população, sendo um dos principais motivos de busca de tratamentos estéticos nos consultórios dermatológicos. Sua fisiopatologia é complexa e multifatorial: pré-disposição genética, exposição à radiação UV, aumento da expressão dos fatores de crescimento β3, SCF e α-MSH, bem como outras influências hormonais são alguns dos fatores envolvidos  na  indução da  melanogênese. Recentemente foi documentado que o aumento da angiogênese, do stress oxidativo secundário, do status pró-inflamatório e da alteração na função barreira também são fatores relacionados ao desenvolvimento e à franca piora dos scores do melasma.

Entre os diversos insumos farmacêuticos clássicos para tratamento das desordens hiperpigmentares (como os ácidos azeláico, kójico, glicólico, salicílico, retinóico e resorcina) a hidroquinona se destaca como despigmentante padrão ouro. Apesar disso, devido à sua melanotoxicidade, alto potencial sensibilizante e ao possível efeito rebote, sua utilização é controversa, o que tem a tornado proscrita em diversos países

CYSTEAMINE NO TRATAMENTO DO MELASMA

Recentemente adicionado ao arsenal terapêutico do melasma, o cloridrato de cysteamine é considerado o despigmentante mais eficaz e seguro do qual se tem conhecimento na atualidade. O primeiro estudo evidenciando de fato seu potencial despigmentante em melasma aconteceu em 2015, em um estudo clinico duplo cego e randomizado com 50 pacientes.

Metade deles utilizou uma emulsão controle (placebo) ‘

e a outra metade uma emulsão contendo 5% de cloridrato de cysteamine, aplicando o produto a noite,

30 minutos após a higienização da pele. Os voluntários permaneceram com o creme por 3 horas, removendo-o com água em seguida. Durante o dia utilizaram apenas fotoprotetores18.

A análise dos dados foi realizada através dos índices comparativos MASI (Estudo 1 A,B e C) e Mexameter (Estudo 1 D, E e F).

Em 2018, três anos após esta publicação, o mesmo grupo de cientistas repetiu o protocolo utilizado em 2015 com 40 pacientes, analisando os dados através Dermacatch (Estudo 1 G, H e I), um método muito mais especifico e com maior reprodutibilidade para avaliação e distinção entre a pigmentação e o eritema da pele quando comparado aos índices utilizados anteriormente19,20. As barras demonstram a diferença entre o tom da pele normal e da hiperpigmentada no início do tratamento, após 2 e 4 meses nos grupos controle (n=20) e tratado (n=20). Portanto quanto maior a barra, mais evidente o contraste entre o melasma e o restante da face. A Figura 2 enfatiza a grande melhora do melasma resistente em apenas 4 meses, corroborando o potencial do cloridrato de cysteamine como despigmente extremamente seguro e eficaz.

Mulher de 39 anos com melasma de 8 anos de duração antes do tratamento (A) e após 4 meses de tratamento (B) com Cysteamine HCl de uso tópico em emulsão a 5%.

MANIPULAÇÃO

A base PURECYS® permite a incorporação de até 10% de ativos, possibilitando ao prescritor associar outros ativos ao produto final.

Caso a opção seja comercializar a base pura ou adicionar menos do que 10% de ativos, o farmacêutico deverá completar com água purificada qsp 10% durante a manipulação para que a concentração final de Cysteamine HCl permaneça 5,0%.

Caso a viscosidade caia com a adição de ativos, sugere-se a correção com FocusGel 305 até atingir a viscosidade desejada. Ideal que se evite a utilização de utensílios metálicos.

Agente alcalinizante permitido: somente solução diluída de NaOH (20%).

Nossas áreas de excelência

UNITED STATES

Main:
+1 (954) 507-6002

Phone:
+1 (954) 775-0083

Email:
cs@purekemika.com

Cell/Whatsapp:
+1 (305) 879-1939

BRASIL

Endereço:
Rua Santa Catarina, 40
Cj. 601 – Porto Alegre
Rio Grande do Sul
CEP 91030-330

Fale conosco:
falecom@purekemika.com

Departamento Técnico:
dep.tecnico@purekemika.com

Fone/Whatsapp:
+55 (51) 3398-3637

United States
Brasil